Baixe essa lição aqui

ALIMENTANDO O REBANHO

Publicidade

O MAIOR PODER DE DESTRUIÇÃO ESTÁ EM NOSSA BOCA

Parte 1

O poder de nossas palavras

A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto – Provérbios 18:21

A sabedoria ensina a Salomão que devemos tomar muito cuidado com o que falamos, porque o efeito de nossas palavras podem ser devastadores ou de grande consolo e edificação para quem nos ouve. Precisamos aprender a falar a linguagem do Espírito no ambiente familiar, porque suas palavras destroem e derrubam fortalezas construídas ao longo dos anos pelas ideias filosóficas, crenças religiosas e hábitos geracionais que regem a vida de todos. Ao mesmo tempo em que desconstrói as cidadelas mentais de Satanás, a linguagem do Espírito é poderosa para edificar marido, esposa, pais e filhos alinhando a todos com o coração de Deus.

A morte está no poder da língua

Homens e mulheres são vaidosos e sentem-se desconfortados com o aspecto do nariz, orelhas, cabeça, olho e lábios, maqueiam e fazem plásticas para esconder ou consertar as anomalias estéticas, porém, há um membro que deveríamos ter vergonha dele pelos transtornos e males causados a muita gente, a língua.

A língua mata com a murmuração

Murmuravam, pois, dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu. E diziam: Não é este Jesus, o filho de José? Acaso, não lhe conhecemos o pai e a mãe? Como, pois, agora diz: Desci do céu? Respondeu-lhes Jesus: Não murmureis entre vós. –  João 6:41-43

A Bíblia proíbe a murmuração. Por quê? Porque não é coisa boa. Murmuração significa: reclamar, dizer algo contra alguém baixinho, queixar-se. Não há dúvida alguma que a murmuração abre a porta da destruição familiar ao gerar divisão entre os membros recaindo maldição sobre todos.

O ambiente familiar  acaba gerando alguma insatisfação em um de seus membros, que por sentir-se ofendido ou prejudicado pela atitude de um outro, acaba se queixando, reclamando, com um outro membro da casa ou uma pessoa de sua confiança.

A língua murmuradora, destrói a edificação de uma família de vencedores, com ela a mulher insatisfeita com o marido faz comentários com os filhos ferindo e enfraquecendo sua autoridade dentro de casa, ficando ela só com o coração deles. Quantos filhos, hoje adultos, cresceram revoltados com seus pais porque em sua infância e adolescência suas mães queixavam-se com eles sobre finanças, que viviam abandonados, e que tudo era por culpa do pai.

Sei que há pessoas aqui hoje que precisam liberar mágoas e ressentimentos presos em seu coração, porque sua mãe fez você acreditar que seu pai era o vilão da família e ela injustiçada, maltratada e vítima de tudo.

A língua mata com a difamação             

Dependendo de como será usada, a língua tem o poder de produzir morte e vida, depende da maneira como for usada, desde quando nascemos já trazemos dentro de nossa boca o poder de destruir ou edificar pessoas. Nos louvores, adoração e oração bendizemos a Deus com ela, mas com ela pouco abençoamos as pessoas, não deveria ser assim. Há um fato relevante sobre nossa língua, não há neutralidade em nossas palavras, o que sai da nossa boca pode ser do diabo ou do Espírito Santo.

Qual o significado da palavra difamação? A língua difamadora é aquela acusada de espalhar críticas, acusações e julgamentos falsos sobre alguém. Vem da mesma palavra grega utilizada para traduzir a palavra diabo em nosso idioma. Portanto toda difamação é de origem diabólica, o que está saindo da boca da pessoa nessa hora é do diabo.

O ministério de Satanás é espalhar críticas, acusações e falsos julgamentos sobre o comportamento de alguém em relação a Deus, os textos que vamos ler a seguir não deixa dúvidas sobre seu propósito de vida.

“Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. Perguntou ainda o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. Então, respondeu Satanás ao SENHOR: Porventura, Jó debalde teme a Deus? Acaso, não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face. Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR. – Jó 1:7-12

>>>> Semana que vem continuamos…