Oferta de Davi – Alimentando o Rebanho

//Oferta de Davi – Alimentando o Rebanho

OFERTA DE DAVI

I Crônicas 29:1-9

Introdução – Qualquer pessoa que ama a Deus, não tem problemas em expressar seu amor. Davi expressava através de cânticos, de seu governo, de suas atitudes e uma delas, era de ofertando ou sacrificando ao Senhor.

Tudo o que Davi conquistou, tudo o que ajuntou, tanto no seu reino, como particularmente, ele oferta ao Senhor. Você passaria a vida toda ajuntando dinheiro para no final de sua vida, fazer uma grande oferta para a Casa de Deus?

Davi não somente demonstra, mas também convida todas as pessoas do seu reino: os chefes de família, os líderes e os empresários para ofertarem ao Senhor. Nós temos que aprender com Davi, o valor de uma oferta diante de Deus.

Que tipo de oferta Deus espera e como Deus enxerga do ponto de vista dos céus?

1 – A OFERTA É FRUTO DO SEU AMOR POR DEUS E SUA OBRA

“E ainda, porque amo a casa de meu Deus, o ouro e a prata particulares que tenho dou para a casa de meu Deus, afora tudo quanto preparei para o santuário”. A oferta na Bíblia é sempre uma expressão do nosso amor. É proporcional ao amor que temos pelo Senhor e pela sua obra. O dinheiro fala muito a respeito do nosso coração. Foi o próprio Jesus quem falou: “Onde estiver o teu tesouro ali também estará o teu coração”. Se você deseja colocar seu coração em algo é simples, coloque um pouco de dinheiro antes. Tem muita gente que diz que ama, mas é insensível ao Senhor e à sua obra. Esse tipo de amor não tem valor para Deus. Quem ama investe. Quem não mete a mão no bolso, não tem aliança!

2 – A OFERTA É REGISTRADA DIANTE DE DEUS

Existe algo intrigante nesse texto que é o fato de Deus registrar o valor da oferta de cada ofertante. Observe o que está escrito no versículo 4 sobre a oferta de Davi e nos versículos 6 a 8 sobre as ofertas dos demais ofertantes.

Esse é um ponto muito importante que muitos não compreendem plenamente. Deus mantém um registro das ofertas. Se olharmos em outras partes da palavra veremos que há muitos outros exemplos de oferta que Deus manda registrar. Mesmo que você nunca tenha dado uma oferta nominal, lá no céu o Senhor sabe exatamente quanto você contribuiu, porque ele guarda o registro. Se ele guarda, então tem alguma utilidade. Em algum momento ele usará esse registro.

3 – A OFERTA É DISPOSICIONAL

“Quem, pois, está disposto, hoje, a trazer ofertas liberalmente ao SENHOR?”

Muita gente não oferta porque não têm disposição de ofertar. Se for para comprar algo para si mesmo, a sua disposição muda na hora. Existem muitos argumentos que são usados por aqueles que se recusam a ofertar, entre eles podemos citar:

a) O dinheiro é meu, eu ganhei: os nossos bens nos pertencem da mesma forma que o quarto de nosso filho pertence a ele. Na verdade, ele pertence aos pais, que lhe deram temporariamente o quarto. No versículo 14(NVI) diz “”Mas quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos contribuir tão generosamente como fizemos? Tudo vem de ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos”.

b) Deus ama quem dá com alegria. Como não me sinto alegre, eu não dou de forma alguma: “Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria” (2 Coríntios 9.7), mas isso não significa que você precise esperar até se sentir suficientemente alegre. A obediência não depende de sentimento. A alegria normalmente vem durante ou depois de ofertarmos. A maneira de cultivar a alegria de ofertar é dando.

c) Eu quero ofertar, mas agora o meu orçamento está muito apertado: Alguns dos maiores exemplos de generosidade na Bíblia são de pessoas em aperto “Agora, irmãos, queremos que vocês tomem conhecimento da graça que Deus concedeu às igrejas da Macedônia. No meio da mais severa tribulação, a grande alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em rica generosidade” (2 Coríntios 8:1,22). O receio e a insegurança não são motivos para deixarmos de ofertar. Se você esperar até se sentir seguro para ofertar, pode ser que esse dia nunca chegue. A provisão de Deus somente vem depois que ofertamos “Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a sua generosidade resulte em ação de graças a Deus” (2 Coríntios 9:11).

A Bíblia diz que cada um deve contribuir segundo tiver proposto no coração. Então alguns usam disso para ofertar muito, pouco ou nada. É um engano pensar assim, basta irmos as Escrituras para ver que ela que nos estimula a semearmos muito para colhermos muito: “Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente” (2 Coríntios 9:6).

O desejo de Paulo é que nos sintamos livres para sermos generosos em amor. Muitas vezes nós não ofertamos mais, não é porque não podemos ofertar, mas porque falta em nós a disposição, a alegria, a voluntariedade para fazer isso de todo o coração.

Conclusão

Vamos mudar o modo que vemos as ofertas, sacrifícios e votos. Sua decisão decidi seu futuro. Decida acreditar, decida sacrificar, decida seu futuro!

2015-10-27T17:31:11+00:00 27 de outubro de 2015|Notícias|

About the Author:

2 Comentários

  1. Samuel Vinicius 25 de abril de 2017 em 10:49- Responder

    Parabéns pelo artigo.

    Realmente precisamos mudar o modo de vemos as ofertas.

    Nessa mesma linha, eu publiquei um artigo complementar ao seu: Os 50 maiores versículos sobre oferta:

    http://vamosprosperar.com/versiculos-sobre-oferta/

    Adilson, dê uma olhada, pois o conteúdo é complementar ao seu.

    Forte abraço, fique com Deus e até a próxima.

    Forte abraço e até a próxima.

    • Adilson Oliveira 3 de maio de 2017 em 07:46- Responder

      Desculpe a demora na resposta. Mas gostei dos artigos, vamos usar como referencia nos próximo artigos. Parabens.

Deixar Um Comentário