Família no plano de Deus

Click aqui e baixe essa lição

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
Gênesis 1:26-28

Deus deseja que a nossa vida familiar seja feliz, a Bíblia fornece todas as orientações necessárias para cada membro da família explicando o papel que cada um deve desempenhar. Quando os membros da família cumprem seus respectivos papéis em harmonia com os princípios Bíblicos, os resultados são muito satisfatórios. Jesus disse: “Bem aventurados os que ouvem a palavra de Deus e as praticam!” — Lucas 11:28.  A bem-aventurança da família depende principalmente de reconhecer que a sua origem está no próprio Deus.

 

1 – O HOMEM:  

O homem foi feito para ser dominante sobre todos os demais seres viventes, (Gn. 1:26), o próprio Deus viu que não era bom que esse homem vivesse só, embora tendo Deus lhe feito uma adjutora, não lhe tirou o poder de domínio antes dado a ele. Quando falamos em domínio estamos falando em autoridade, base de apoio, em fim, falamos em proteção o que não pode ser confundido com autoritarismo e agressividade. O fato de ser a cabeça, a coluna principal da família, pesa sobre os ombros do marido a responsabilidade de amar, corrigir, orientar, compreender, ensinar o caminho, instruir sobre os princípios de Deus, suprir todas as necessidades da família. Podemos ver que o modelo de marido que é adotado e aceito pela sociedade em nossos dias, tem trazido muitos prejuízos para a família, isso porque existe uma inversão de valores, quando falamos em domínio, em algumas famílias o homem não domina mais e em outras impõe o domínio pela força, agressão, e esses modelos não atendem aos princípios de Deus. Por isso vemos muitos lares destruídos, casamentos desfeitos, infelicidade na família, muitos traumas e isso desagrada a Deus.

 

2 – A MULHER:

Em Genesis 2:18 está escrito que Deus percebeu que não era bom que o homem vivesse só, e, lhe fez uma ajudadora idônea. (Confiável, conveniente, adequado, competente, apto, capaz). Com base na palavra de Deus, o papel da esposa é fundamental na condução da família para uma vida de sucesso. Ajudar é dividir o peso e as tarefas em todos os níveis, imagina uma família que o marido cumpre fielmente o seu papel, mas a esposa não o auxilia de forma adequada? Seria como duas pessoas carregando algo pesado um de cada lado e somente um colocar em seu ombro e outro não, ele certamente não vai conseguir. O papel da esposa é exatamente em auxiliar o marido em todas as tarefas citadas no tópico anterior quando citamos as responsabilidades do marido. A mulher por ser mais observadora consegue detectar as carências que surgem no seio da família que muitas vezes o marido não consegue perceber, porque a mulher é mais sensível que o homem, essa é uma virtude da esposa como adjutora. Com o surgimento de muitas doutrinas sobre o assunto muitas delas com base em filosofia humana, tem trazido grandes prejuízos no que diz respeito ao papel da esposa, isso tem feito com que haja uma inversão dos papeis do marido e da esposa na família, trazendo assim, grande confusão para família instituída por Deus. A mulher contemporânea tem papel fundamental na sociedade, estão em todas as instituições e ocupam um espaço significativo nas organizações governamentais e privadas e com um desempenho nunca visto, mas isso não faz da esposa cabeça da família, de acordo com os princípios bíblicos. Ela continua sendo a mulher que Deus criou como adjutora idônea. Gn. 2:18.

 

3 – OS FILHOS:

Quando falamos de filho, surge a impressão que se trata de uma geração jovem: crianças, jovens e adultos, todos somos filhos e deve o filho agir como tal. O que diz a Bíblia? Sede obediente a vossos pais no senhor; honra teu pai e tua mãe. Efésios 6:1,2. Quando a palavra de Deus alerta que a obediência tem que ser de acordo com o que ensina o senhor, é devido tantos ensinamentos divergentes dos princípios de Deus que foram introduzidos na educação dos filhos. Podemos observar que o conflito de gerações tem trazido grandes atritos entre pais e filhos, isto porque com o avanço dos meios de comunicação, redes sociais e tantas outras têm introduzido um modelo de educação aos filhos que não passa pela observação dos princípios Bíblicos, por isso temos acompanhado através da mídia, notícias de grandes desastres na família em nossa nação e no mundo. Quando Deus se preocupou em ordenar a honrar aos pais, sabia exatamente o que era necessário, porque quando horamos alguém observamos e seguimos seus princípios, a honra não é apenas o agrado, pois agradamos na presença e honramos na ausência. Se não for através da observância da palavra de Deus, dificilmente os filhos principalmente encontrará ambiente familiar para realizações e sucesso familiar, o conflito existente entre gerações, isso porque a velocidade com que se avança a tecnologia e informação faz com que os mais novos avançam mais rápido e os mais velhos não consegue acompanhar, nesse aspecto se não for através dos princípios de Deus, o filho não alcança êxito na família.

 

CONCLUSÃO

A felicidade está relacionada em ser bem-sucedido naquilo que fazemos, quando uma família busca fazer a vontade de Deus, ela será sempre louvada, nós não podemos permitir que haja interferência de qualquer modelo que não seja o modelo instituído por Deus para família, através de sua palavra, a Bíblia.

30 de agosto de 2017|Alimentando o Rebanho|

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário